sexta-feira, 13 de março de 2009

Pesca com dinamite

Repasso essa notícia com muita indignação! Informações retiradas da Revista Veja de 11 de março de 2009.

Existe no Brasil uma "técnica" de pesca que utiliza explosivos. Uma quantidade de dinamite suficiente para eliminar qualquer forma de vida num raio de 250 metros é jogada na água. Todos os seres vivos próximos da explosão são estilhaçados, e aqueles que são mortos pela onda de energia gerada pela explosão são recolhidos.
De acordo com a Lei de Crimes Ambientais, Lei 9.605/98, pescar mediante a utilização de explosivos ou substâncias que, em contato com a água, produzam efeito semelhante é crime com pena de reclusão de um a cinco anos.
No entanto, a prática vem sendo utilizada de forma ostensiva na Baía de Todos-os-Santos, que banha Salvador e mais 13 Municípios. E nessa região já virou profissão chamada de "bombista". No entanto, não é uma novidade no país. Segundo a reportagem há registros da pesca com bombas desde meados do século XIX.
A devastação causada pelas detonações é terrível, fazendo com que os cardumes de peixes e lagostas desapareçam. Além de destruir as áreas de reprodução da fauna marinha no local, dentre outros danos irreparáveis.
Uma atividade como essa não passa despercebida dos órgãos públicos.
Cadê a fiscalização????

2 comentários:

Gilvan disse...

Eu cheguei a ler essa reportagem da veja e achei um absurdo, e o que assusta é que a veja cita que personalidades muito importantes se divertiam com essa prática.
Se a pessoa tiver um pouco de sentimentos ela vai sentir algo quando matar qualquer espécie de animal, imagine num caso desses que morrem milhares de animais e maioria não serve para consumo, pois por estar perto do artefato, viram pasta.

Pescas Ilegais disse...

Visite o nosso blog: pescasilegais.blogspot