segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Revista Nature - Aquecimento Global continuará!

O aumento das emissões de dióxido de carbono (CO2) terá previsivelmente um impacto sobre as temperaturas da Terra nos próximos mil anos e elevará em pelo menos 4 metros o nível das águas do mar, segundo as conclusões de um estudo publicado neste domingo na revista científica Nature. A pesquisa, dirigida pelo professor Shawn Marshall, da Universidade de Calgary, no Canadá, prevê que o aquecimento global da atmosfera provocará um "colapso catastrófico" da placa de gelo ocidental da Antártida por volta do ano 3000.

O estudo, o primeiro com prognósticos para um prazo tão longo, foi realizado com programas de simulação de computador que exploraram os possíveis cenários em uma situação de "emissão zero" de CO2 a partir de 2010 e 2100.

O resultado foi que as regiões do hemisfério norte, no geral, serão menos afetadas que as do sul, embora a projeção é de que os padrões do clima em lugares como o Canadá mudem totalmente. Grandes áreas do norte da África se transformarão em desertos e o aumento de até 5% da temperatura dos oceanos causará o colapso da camada de gelo ocidental da Antártida, uma superfície de 2,2 milhões de quilômetros quadrados, ou seja, equivalente a quatro vezes o tamanho da Espanha.

Não gosto de pesquisas catastróficas mas é importante divulgar o que os cientistas estão pesquisando em todo o mundo sobre a crise ambiental. Essa notícia foi retirada do site da Folha de São Paulo.

Um comentário:

Anônimo disse...

Olá Ecomeninas!

Parabéns pelo blog!

Gostaria de adicionar uma reportagem editada no blog do Luis Nassif sobre um quilombola de Belo Horizonte. Seria interessante vocês postarem maiores informações sobre o tema e quem sabe assim, podemos começar uma corrente virtual de apoio aos quilombolas de todo o Brasil...

Muito obrigada pelo blog, bastante informativo e interessante!

Successo,

Elisangela.

Reportagem:

Quilombolas ameaçados
Enviado por luisnassif, seg, 10/01/2011 - 11:00
Autor: Sergio José Dias
Todo apoio ao Quilombo das Luzes!!!

Belo Horizonte, dezembro de 2010

Prezados,

O “Quilombo dos Luízes”, situado no bairro Grajaú, região Oeste de Belo Horizonte, vem respeitosamente pedir sua atenção e colaboração mediante o exposto a seguir:

Há no Brasil, hoje, cerca de três mil comunidades quilombolas. De acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), as áreas remanescentes de quilombos se encontram tanto em regiões rurais como também em centros urbanos. Contudo, as comunidades localizadas nas grandes cidades estão correndo risco de desaparecerem. A especulação imobiliária e o tempo despendido no processo de emissão do título de propriedade são fatores determinantes para a maior ou menor possibilidade de sobrevivência do quilombo. Após decisão, em 2ª instância, do Judiciário Federal em Minas Gerais, o “Quilombo dos Luízes” viu suas chances diminuírem ainda mais.

Estamos lutando há pelo menos 100 anos para proteger não só o nosso território mas também nossa cultura, costumes e valores. Depois de conseguirmos, em 2010, na Justiça Federal, por meio da atuação da Defensoria Pública da União, liminar para paralisar obras de construtora em área pertencente à nossa comunidade, a mesma foi suspensa em instância superior. Mesmo tendo em mãos recente parecer do Incra declarando que os lotes atribuídos ao empreendimento estão dentro do território quilombola, o desembargador acatou a alegação do empreendedor que clamou pelo direito de propriedade. Outro processo está em andamento, pois a expansão imobiliária já reduziu aproximadamente 60% do terreno original.

A Prefeitura de Belo Horizonte continua expedindo alvarás de construção porque a regularização fundiária do território caminha a passos lentos. Embora o título de propriedade não tenha sido emitido pelo Incra, a Constituição Federal de 1988 já nos garantiu este direito: o art.68 do ADCT assegura que “aos remanescentes das comunidades dos quilombos que estejam ocupando suas terras é reconhecida à propriedade definitiva, devendo o Estado emitir-lhes os títulos respectivos”.

Para ler toda a reportagem, visite o site: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/quilombolas-ameacados#more