domingo, 26 de abril de 2009

O que é Bioarquitetura?


A Bioarquitetura é um ramo da Arquitetura que busca construir imóveis em harmonia com a natureza, com baixo impacto ambiental e custos operacionais reduzidos. Os adeptos do conceito, surgido nos anos 1960, priorizam o uso de técnicas construtivas sustentáveis (tijolo adobe, cimento queimado ou taipa de pilão, entre outras) e matérias-primas naturais, recicláveis, de fontes renováveis e que não possam ser aproveitadas integralmente. Bambu, palhas e madeira reflorestada, ou proveniente de manejo certificado, são bastante utilizados.

A bioarquitetura também dá preferência a mão-de-obra e produtos locais, pois essa é uma forma de incentivar a economia da região e minimizar a necessidade de transporte - o que reduz o custo da construção e a emissão de poluentes.

Os empreendimentos são pensados para serem sustentáveis também depois de prontos. Assim, adotam-se sistemas de iluminação e ventilação naturais e equipamentos de energia renovável, como painéis solares para aquecimento da água dos chuveiros, além de sistemas de captação de água de chuva e de reuso de água.

Para saber mais sobre Bioarquitetura e Construção Sustentável, o site do IDHEA - Instituto para o Desenvolvimento da Habitação Ecológica (
www.idhea.com.br) traz várias informações importantes.

Algumas vilas e até cidades já vem sendo construídas de acordo com os preceitos da Bioarquitetura. Acredito que esta técnica é mais um exemplo do valor que se pretende dar à questão ambiental, é mais uma forma de inserir o tema no nosso dia a dia. Ao se utilizar tais técncias ambientalmente corretas para a construção, nós temos muito a ganhar! E se essas regras forem obrigatórias, ou seja, se tornarem Leis, então o meio ambiente tem mais ainda a ganhar e nós também poderemos desfrutar de um ambiente mais equilibrado e como menos desperdício de espaço e energia.

Fonte do texto: Revista Vida Simples, março de 2008, por Yuri Vasconcelos.

2 comentários:

Mariana disse...

Adorei a notícia! Eu sonho morar em lugar assim, feito de materiais que não agridem tanto o meio ambiente. Vou consultar o site para ter mais informações.

Patricia Vilas Boas disse...

Ei menina! Eu também gostaria muito de morar em um ambiente ecologicamente correto, uma casa inteligente... Um dia a gente chega lá!!!